Ler Edição

Junho 2016

Ricardo Guimarães

Ricardo Guimarães

Diretor da Ci

Editorial

A Libra caiu 8,5%, claro, mas os preços no Algarve já tinham ajustado em 30%...

O Algarve foi, objectivamente, o mercado mais fustigado pela crise financeira. Foi a geografia na qual os preços começaram a cair mais cedo e aquela que mais tarde retomou a trajetória de recuperação. Concelho a concelho, tendo por base os Índices de Preços Residenciais da Ci, observam-se desvalorizações que em muitos dos casos superam os 30%, incluindo mesmo alguns dos principais mercados da região (não vou nomear…).

[ ver mais ]

PREÇOS SOBEM MAIS DE 5% EM ALBUFEIRA, LOULÉ E PORTIMÃO

No Algarve, a generalidade dos concelhos contou com subidas homólogas de preços até aos 5%, verificando-se também um número considerável de casos com recuperações entre os 5% e os 10%. Em Silves, Faro e Olhão verificaram-se mesmo valorizações acima dos 10

Síntese Fiscal Internacional no 1º quadrimestre de 2016

PricewaterhouseCoopers

O dividendo da densidade: soluções para o crescimento das cidades

Urban Land Institute (ULI)

Algarve conta com 483 novos projetos em carteira

Ci/ADENE

Oferta para arrendamento caiu 31% no Algarve

Ci/SIR-Arrendamento